Gordinha e satisfeita com seus relacionamentos – é possível, é necessário

sexta-feira, agosto 24, 2012  Gee  

Gordinha. E linda. E sexy. E, mais importante, confiante.


Tenho duas amigas gordinhas – com personalidades e estilos bem diferentes. Uma delas usa roupas largas, neutras e cabelos sempre presos. Em outras palavras, faz o máximo para não ser notada. A outra abusa de vestidos coloridos, está sempre com os cabelos lindos e bem maquiada. Só por esta descrição, quem você acha que é mais satisfeita com seus relacionamentos, vida sexual e com a vida em geral? Não é preciso nem conhecer as duas para saber, né?


Para mulheres (e eu suspeito que para homens também, que me ajudem os leitores), em dias nos quais “34 é o novo 38? e “40 é o novo XXXXXG”, é difícil estar de bem com o seu corpo, independente de seu peso. Você sabia que há cada vez menos sociedades no mundo nas quais o sobrepeso não está associado a outras características negativas?


Pois é. Um estudo que a Universidade do Arizona fez em Fiji, serve de exemplo. Lá, mulheres gordinhas eram, culturalmente, símbolos de beleza – pelo menos até a década de 80. Os cientistas voltaram para lá em 1995, depois da popularização da TV pela região, e perceberam que essa noção cultural do que era atraente havia mudado drasticamente. Agora o padrão “Gisele” também é o mais procurado por lá.


E os obesos, de acordo com outra pesquisa, não são ‘apenas’ considerados pessoas menos atraentes. Com o aumento do peso vem o estigma da preguiça, como se estar com aquela aparência fosse uma escolha consciente da pessoa.


Quando o mundo vira as costas para você, você vira as costas para o mundo?


Por enquanto, falamos apenas da forma com que o mundo vê o gordinho, não de como o gordinho acaba se vendo. Vou ‘abrir o coração’ e falar da minha própria situação para vocês. Não sou obesa. Não sou nem ‘gordinha’, meu IMC é considerado normal. Mas em um ano ganhei 10 quilos. E, não, não sofri nenhum ‘preconceito da sociedade’, meu namorado diz que estou mais bonita agora e meus amigos dizem que não vêem diferença no meu corpo.


Pergunte para mim se eu acredito nisso. Não. Eu me olho no espelho e vejo uma desconhecida, feia, preguiçosa e desleixada – e gorda. Sei que tudo isso vem de dentro de mim. E o que pode me tornar, de fato, feia, preguiçosa e desleixada não são os quilos a mais. É a forma com que eu me vejo. É meu caso, é o caso da minha amiga que só usa roupas largas e de muitas mulheres que eu conheço.


Não é o caso dessa minha outra amiga, que está sempre arrumada, feliz e é uma das moças mais bonitas que eu conheço, de todo o coração. Ela descobriu, instintivamente, algo que todas as mulheres deveriam saber e que a ciência precisou estudar para comprovar – mulheres que se sentem seguras de si são mais felizes e têm relacionamentos e vida sexual melhor, independentemente de quanto pesam.


Para chegar a essas conclusões, sociólogos da Texas Christian University analisaram mulheres com peso entre 98 e 227 quilos que pertenciam a grupos de apoio aos obesos (onde assuntos como aceitação e auto-estima são abordados). 72% delas afirmaram que tinham aprendido a aceitar seu corpo – e questionários feitos com elas mostraram que elas tinham relacionamentos mais saudáveis e vida sexual ativa. Já o restante das mulheres, que diziam não se sentir confortáveis, tinham péssimas experiências românticas e sexuais ou nem tinham esse tipo de experiência para contar.


Ok, você pode estar pensando que isso é óbvio e, ao mesmo tempo, uma conclusão muito fácil de ser tomada – quando não se é obeso e não se sabe pelo que alguém com sobrepeso passa. Afinal, qual é a solução, já que a aceitação não vem de forma fácil?


Segundo o estudo, atos ‘subversivos’. Em vez de sentir vergonha de ser gordinho, deve-se sentir orgulho do seu peso. Para mudar sua própria visão, a pessoa não deve apenas ‘se aceitar’, mas se sentir orgulhosa do que é. E então a sua própria visão irá contagiar os outros – e, esperamos, a sociedade toda.



View the original article here

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s